Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Vem comigo!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Quem tem telhado de VIDRO...

Sempre critiquei MUITAS mães e eventuais pais por estarem em local "inapropriado" para bebés. Eram restaurantes badalados, bares e festinhas. Sempre olhava com meu olhar mega crítico (Pensem numa pessoa crítica? Essa que vos fala) e dizia: " Que absurdo! quando eu tiver um filho jamais vou levar ele a restaurantes, bares, festas. Que pais são esses, irresponsáveis!"
Bom, se a minha sábia mãe fosse viva, ela me diria: " Ô filha, os filhos vêm para que paguemos nossa língua".
Então foi isso mesmo; PAGUEI MINHA LÍNGUA afiada!
Logo quando o Gui nasceu foi aquele momento que é só nosso, de ficar guardadinhos no quarto, só eu e ele, sem querer sair de casa e assim foi, um mês inteiro em casa, saímos apenas umas duas vezes para a vacinação e primeira consulta do pediatra, passado o estado de "é meu, só meu", começou o estado de "se eu não ver a cara da rua vou enlouquecer". Rezava pra alguém convidar a gente para algum programinha light, pq apesar de estar "ensandecida" por sair, não queria arriscar a saúde do Gui. E como eu tenho um maridão muito querido por amigos e mega badalado, convites não faltavam!
Aí começou com vinho na casa de amigos, depois um final de semana na fazenda de um casal de amigos que eu amo, saidinha "rápida" de lancha, jantar em restaurantes "vai ser rapidinho, não faz mal né?", barzinho num dia ensolarado, festa de aniversário de criança, festa de adultos, viagem ao Rio e por aí lá vai!
Não tinha com quem deixar? NÃO! Não tínhamos babá que dormisse, minha mãe, como já é sabido, é falecida e minha sogra mora bem longe. O jeito era carregar o nosso filhote para todos os lugares que íamos.
Pois é minhas queridas, a vida é que nos guia, ela nos diz que rumo tomar em determinadas situações. Não adianta fazer um "manual" de : "Como eu serei quando for mãe", definitivamente isso não existe!
O meu filho não ficou doente por isso, não ficou um bebê irritado por isso, de fato, ele é um bebê caseiro, ama quando estamos em casa, mas tb não atrapalha quando queremos sair.. Muito pelo contrário, ele é normal, lindo, gostoso e muito educado. Não chora quando estamos nos locais que citei acima (a não ser que esteja com sono), não esperneia e só ouço elogios: "Que menino fofo, todo calminho", Se vissem ele em casa, hum, ai ai.
Não temos como prever futuros, não temos como seguir um padrão. Temos escolhas, isso sim, mas tem um dita que diz: A ocasião faz o ladrão. Forte? Mas, é a pura verdade!
O que eu sempre critiquei, de repente estava lá, fazendo igualzinho.
Por isso: Quem tem telhado de vidro, não tire pedra!

P.S:. Fiz esse texto no sábado antes de ir a um barzinho e dessa vez não levei o Gui, mas quando estávamos lá, só pensava em ir pra casa, porque faltava uma parte de mim e lá, não tinha a menor graça sem ele!
Tenho que REAPRENDER a me divertir APENAS com o meu marido, por enquanto, só vale se o Gui estiver!

Beijo a todas e lembrem-se: Quem tem telhado de vidro, deixa as pedras pra lá!

Gui nas baladas:
Fazenda, lancha, casa de praia, aniversário, viagem!


12 comentários:

Angi disse...

Jana!
Com certeza, sempre pagamos com a nossa boca!
Por isso eu sempre digo, falar é prata, mas calar é ouro!
Assim, acho que se não interfere na rotina do Gui, se vcs se divertem, se está feliz, que mal tem uma baladinha?
Eu confesso que evito, na real além de ser bem caseira, eu faço montes de coisas em casa, e a noite estou cansada, nem tenho vontade!Se pudesse pedia balada delivery!hahahaha
BEIJOS GATONA
Angi

Natália a mãe disse...

Tá certíssima, eu tbm pensava a mesma coisa...
Criticava as mães no frio, na chuva com seus pqnos e dizia que jamais faria isso.Hum! qse q cai na testa - o cuspe. rs
E sabe, qdo saio com ela imagino q qdo as pessoas olham torto estão pensando as mesmas coisas. E finjo que nem é comigo...rs
beijos

Ana Paula disse...

Consegui te seguir, até que enfim! Te sigo como um bichinho laranja e na hora de comentar aparece outra foto! Tudo bem, o gostoso é saber quando tem novidade e correr para cá! Beijo

ladodeforadocoracao.blogspot.com

Pequenos Modernos disse...

Você está certíssima de sair com ele, de vez em quando não tem mal nenhum!
E só se sabe como o pequeno vai ser criado quando ele nasce, é muito difícil seguir regras hehe
Beijinhos e boa semana!

Vestido de Rodar disse...

Tem toda a razão sua linda!!! Como está meu anjo? Este principe lindo da titia!!!! Manda muito beijos e amassos??? Pra ti também!!! Beijo, beijo, beijo. Re

Minha Filha Minha Vida disse...

Amiga então quando vc aprender vc me ensina ??? pq eu não tive coragem de ir ao cinema este final de semana com o maridão por ter que deixar a piquena por umas 3 horas .... o que fazer ?

beijosss muitosss e muitosss beijosss Sii

Mamãe pela 2ª vez disse...

Jana sábado Ubiratan dormiu fora, sua primeira noite do pijama, fizemos muitos planos, ir para o cinema, orla, pizzaria, sabe o que fizemos nada ficamos em casa falando o tempo todo que ele fazia falta, olha que ele tem 6 anos e ta sempre irritando a gente rs.
Então saiba que essa preocupação não passa nunca rs.
bjus

Luna disse...

Até que enfim estou conseguindo comentar! Obrigada pelo selinho, adorei ser lembrada.
Ser mãe muda completamenté o nosso jeito de ver o mundo, eu vivo mordendo na língua, rs... mas também não gosto de deixar meu pequeno para trás, pra onde vamos ele vai atrás. Lindas fotos do Gui.

Bjinhos

Ivana - coisademae disse...

Jana!!!!!!!!!! Até que enfim conseguir comentar!! Olha, andei sumida porque simplesmente não conseguia postar nada aqui!!! Até disse isso num post lá no blog (aquele dos selinhos) e inclusive citei o seu blog lá no finalzinho como um daqueles em que não conseguia comentar! Acho que vc não viu.

Mas, enfim, estou aqui de volta. Sabe como consegui comentar? Utilizando o Firefox e não o internet explorer, dica de uma mãe que deixou comentário justamente no post referido.

Olha, e esse post que vc escreveu é a mais pura verdade: quando a gente vira mãe, muitos preconceitos, julgamentos que fazíamos são revistos. Estamos sempre aprendendo, né não?.

Então, não sumi não, viu? Não foi culpa minha...rs.

Bjão!

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Eu por enquanto só paguei a língua com uma coisa que contarei no blog... espere para ler as cenas do próximo capítulo hehehehe

Eu nunca tive preconceito com relação aos pais saírem com os filhos. Pois eu sempre me pus nessa situação e me imaginava ALOKA resguardada em casa... detesto me sentir presa!!!

E a gripe? Acredite, que a gripe voltou a perturbar o meu Gui. É só o tempo mudar que ela volta!!!

um beijão nos dois

Mãe Mochileira, Filho Malinha.. disse...

Mas é assim mesmo que acontece...cmg não foi diferente..antes de ter filho achava isso tb..e olha hj p/ mim??levanto a bandeira de levar os filhos juntos p qualquer lugar por onde eu vá..rsrs..e hj odeio restaurantes e hoteis e etc que não tenham a menor infra estrutura p os nosso filhos,sejam eles de qualquer idade!!Trocador devia ser que nem rampa: obrigatorio!! rsrs
;-)
Beijos e otima semana!!

RENATA disse...

É verdade, Jana!
Tb não consigo fazer programinhas sem o Lucca. Uma vez saí para jantar só com o maridão e fui chorando, pensando no meu gostosinho... deu uma saudade!!!
Eu sempre saí com ele, desde novinho, pra isso eu sempre fui meio doida!!! Achava que ele tinha que acostumar, pra não estranhar quando saíssemos.
O que eu paguei minha língua é dele chupar os dedos!!! Tenho uma sobrinha que chupa, e achava horrível... Daí fico grávida, meu filho nasce, chupa chupeta, ok, larga a chupeta e chuap não um, mas 2 dedos!!! rs
Beijinhossssssssssssss