Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Vem comigo!

domingo, 1 de maio de 2011

Metade de MIM...

Só agora me dei conta do quanto mudei a minha vida depois que casei e depois que tive o Gui mais ainda.
EU EXPLICO: Quando namorava com o Papai do Gui, eu tinha muitas amigas, conhecidas e etc, parecia que eu era bem querida, o celular não parava um segundo, era o dia todo tocando, mas aos poucos fui me afastando e vivendo no meu mundinho com ele, comecei a viver a vida dele, amigos dele, programas dele e não procurava mais nenhuma das minhas amigas, acho que elas também cansaram de me procurar e não terem o retorno, então, um dia cansa né?
Pois é! Aí o Gui nasceu, foi aquela loucura, pois estávamos em processo de venda do ap da Vitória, a compra do terreno da nossa casa, mudança, bebê recém-nascido, que demanda muita atenção e dá um trabalhão bem gostoso, casa, babá, volta ao trabalho e tantas outras coisas que quem tem filho pequeno ou apenas filho, independente da idade, sabe o que estou falando, e cada vez mais me via longe de todas aquelas pessoas que fizeram parte da minha vida antes do meu marido existir. Algumas foram me visitar na maternidade e achei o máximo, afinal, elas ainda lembravam de mim, mas não dei continuidade, não ligava, não respondia aos e-mails e nem sinal de fumaça!
Hoje, após a primeira viagem do meu marido desde que estamos juntos (Ele nunca viajou sem mim, durante 4 anos) percebi o quão estou só (leia-se sem amigos), solitária mesmo sabe? Se não fosse o meu filho lindo, acho que estaria em depressão.
O que EU fiz da minha vida? Porquê me isolei? Onde está aquela menina-moleca, aquela mulher cheia de gás, cheia de vida, cheia de amigos...
Preciso rever os meus conceitos de mãe, esposa e mulher...
Domingão, solzinho, carro, dinheiro, mas...CADÊ OS AMIGOS?

Viagens...

Viva la vitta!


Ê saudade...


8 comentários:

Mamãe pela 2ª vez disse...

Jana, será mesmo que foi vocẽ quem se afastou deles, tenhos amigos que só querem ficar no seu mundinho, faço festas aparecem todos marcamos de sair ir no cinema, tomar um chá, ai todos voltam para suas casas e só se encontram na próxima festa, mesmo assim quando eu agito, que se não é por mim ninguém faz nada.
As vezes me sinto só também gosto de gente de estar perto das pessoas, mas a cada dia percebo que a maioria delas só querem viver no seu mundinho.
bjus

Angi disse...

Jana, quer ser minha amiga??
cara,tô sem tb,hoje estava querendo desabafar mesmo, quase escrevi um post sobre isso, mas tava fazendo as funções de casa, e acabei agora!Minhas amigas estão em fases bem diferentes, só tenho uma casada que nem pensa em filhos ainda. As outras são solteiras,ah até tenho uma casada e com filho, por sinal ela está vindo aqui em casa hj na tarde, mas porque liguei para ela, falei que estava precisando de colo!
Tão estranho dar colo o dia inteiro, quando o que a gente mais precisa é um colinho!!
Bem que tu podia morar aqui...hahaha
beijão flor
bom domingo!

Dayane Cavalcante disse...

É Jana, muitas vezes deixamos as amizades de lado e só depois percebemos a falta que ele nos faz, no começoda maternidade tbm me senti assim, mas logo, logo corri atrás dos meu amigos e não largo mais!!Rss!!
Bjos!!

Chris Ferreira disse...

Oi Querida,
As vezes acontece de seguirmos caminhos diferentes dos nossos amigos e nos afastarmos um pouco. Mas sempre é tempo para resgatarmos as amizades.
Eu normalmente tiro um dia da semana para sair com as minhas amigas. É bom demais. Nada demorado, nada elaborado, mas 2 horinhas são suficiente para colocar o papo em dia, sair do ciclo trabalho-casa-trabalho-casa e voltar totalmente energizada.
Quando as minhas filhas eram bem pequenas e eu não podia ficar fora, chamava as minhas amigas na minha casa. Todo mês eu fazia um grupo de 4 / 5 e fazia um lanche. Uma delícia!
Também me organizo para falar com elas toda semana. Alías o seu post me lembrou! Vou dar uns 4 telefonemas. Me deu saudade de 4 amigas.

A menina- moleca está aí dentro e se você está com saudades dela, coloca para fora. Espero qeu se sinta melhor logo.

Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Mih Fernandes disse...

Oieee!!!
Vc.não é a unica, é incrivel como nós somos capazes de fazer parte da vida do companheiro e deixar de lado pessoas que nos farão falta um dia. Sei bem como é isso.
Bjus!!!

Amanda Frangiotte disse...

É amiga agente depois que casa e vira MÃE tdo muda e as amizades tbm, mas eu tbm viu to sem amigas de tdo affs e nessas horas que agente ve os VERDADEIROS AMIGOS mas eu to aki hehehehe se quiser ser minha AMIGA pra gente desabafar juntas OPAA to junto so naum vai dar pra tomar akela CERVEJINHA ....kkkkkkk beijoos amoure

RENATA disse...

Tb me sinto assim, às vezes...
Eu namorei, noivei, casei, engravidei, tive o Lucca muito rápido e minha vida mudou completamente. Como muitas amigas minhas ainda são solteiras e sem filho, sei que dificilmente as coisas serão como eram... Mas tb me sinto bem sozinha às vezes...
Mas qualquer coisa, estou aqui!!! rs
Beijinhosssssssss

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

tua amiga está aqui no Rio de Janeiro de braços abertos!!!!!!!!!