Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

Vem comigo!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

ANSIEDADE DE UMA MÃE...

Gente, começei a trabalhar com 15 anos, muito nova, meio período no shopping e meio na escola, sempre gostei de me sentir útil, ter meu dinheiro e fazer com  ele o que bem entender...Agora que decidi pela profissão de mãe, mesmo estando full time com o Gui, me sinto meio inútil sabe? Nunca pensei que me sentiria assim...Sabe aquele mal estar de não fazer nada?
Não me arrependo de ter saído da empresa, pq lá não estava feliz e aí pra deixar meu filho em casa por uma coisa que não me deixava realizada iria me sentir pior do que agora.
Passo o dia comendo, mesmo sem sentir fome, ansiedade acho, procuro o Gui ele está dormindo, quando está acordado, brincamos, damos risada, encho ele de beijo, digo o quanto o amo...
Quando faz sol, desço e dou um pulinho na piscina...Estranho em pleno meio da semana e eu na piscina, tomando sol, brincando com o Gui...
Mas aí, ele dorme, eu durmo a tarde, me sinto péssima em dormir a tarde, parece coisa de vagabundo, quem não tem o que fazer e olha que eu faço muito viu? enquanto a babá dá uma geral na casa eu fico com o Gui ou o contrário, como passo a noite praticamente toda acordando pra dar de mamar ao gulosinho, de dia fico mega cansada...
Queria produzir, sei lá...fazer algo que eu pudesse ganhar dinheiro, me sentir útil e ainda ficar pertinho do Gui...
Alguém tem aguma dica pra uma mãe anciosa e com medo da frustação?
Chameguinho!!!

12 comentários:

vanice disse...

ihhhhhh...Tô nesse mesmo dilema;
Se não posso trabalhar por enquanto...Procuro cursoa pra fazer.
semana que vem ,vou me matricular num de decoração de interiores....Sempre faço uns cursos e me sinto melhor.
Muito fofo o Gui na piscina,rsrs...
bjos e cheirinho no Gui

Felicidade disse...

Sei bem como se sente, existem varias coisas artesanais, bacanas de se fazer, crochê,bijuterias, bordar...
entre outras..tem scrapbooking também que é super divertido e gostoso de fazer.. depende de você!
daí você tem que ver o que você gosta mais de fazer...
Espero que consiga fazer algo para se sentir feliz, enquanto o Gui dorme.. rs
Boa sorte!
beijos

sofia-educarcomcarinho disse...

Obrigada pela visita lá no meu cantinho. Vim retribuir e já valeu a pena que família linda aqui encontrei, parabéns :)

Sabes também optei por ser mãe a tempo inteiro, fiz pausa na minha carreira profissional porque para mim só faz sentido ser mãe assim. O Leo tem agora 17 meses e não me arrependo nunca, ele é tão feliz e um bebé tão equilibrado. Já me senti desorientada pois mãe que fica em casa com seu filho nem sempre é vista com bons olhos e sofri muita pressão. Hoje ainda me perguntam se ainda não faço nada, como se ser mãe a tempo inteiro não dê muito que fazer...
Aqui em casa eu virei mãe, dona de casa, esposa (faço tudo sozinha) tenho o dia super ocupado mas o Leo é sempre a minha prioridade. E sinto-me muito feliz assim. Hoje sei que é a melhor decisão. Mas para sentir que tenho a minha individualidade também preciso do meu espaço tenho alguns hobbis (faço costura (chego a vender algumas coisas), bijuteria (que também já vendi) e escrevo e leio muito.
Mas digo-te se ficares em casa com o teu filho é mesmo o que queres agarra essa oportunidade d e coração, é o melhor que podemos dar aos nossos filhos acredita :) (desculpa o comentário tão longo)
um beijo

Dayane Cavalcante disse...

Dilema, sempre!!Ser mãe é um dilema!!Que seja feito o que for melhor para você e seu bebê!!Acredito que a sua felicidade e o seu bem estar interferem diretamente no bem estar e na felicidade do seu filhote!!
O Levi é levado mesmo!!Rss!!Já se arrasta pela casa inteira!!Não dá mais sossego pra ningúem!!Bjim!!

Si disse...

Oi flor... é todas nos que escolhemos cuidar ao inves de deixarem cuidar dos nossos filhos sentimos isso.... na minha opiniao nos sentimos assim pois imbutiram na nossa cabeça que devemos ser mulheres modernas, trabalhar, cuidar da casa, de nos msms, do marido... enfim ser mulher maravilha... eu foquei no meu filho.... não quero nem saber se pensam ou se deixam de pensar que sou "folgada", que não quero trabalhar... a minha prioridade é cuidar e criar Saulinho da melhor maneira possivel... e qdo ele estiver maiorzinho ai volto novamente ao mercado de trabalho..... Amiga, curta MUITO seu bb, vá a piscina, ao parque, durma com ele sentindo seu cheirinho.... por que isso não tem preço.....
bjss e otimo fds

Silvia Azevedo disse...

Puxa! Escrevi um comentário longo e perdi tudo, deu erro... Mas lá vou eu novamente! rs
Vou tentar ser mais sucinta...

Primeiro, obrigada por visitar meu blog! Também já estou te seguindo! Gostei do seu blog. Ah! E o menino da foto no meu post não é meu filho não. Sou mãe de uma menininha muito sapeca de 1 ano e 5 meses. E curioso saber que está em Salvador, pois estava mesmo pensando em visitar minha madrinha que mora aí e conhecer a cidade! Seu filhote é um fofucho!

Quanto ao seu post, penso o seguinte: o mais importante é você se sentir feliz, realizada, completa, fazendo o que for. Se sentir necessidade de voltar a trabalhar fora, faça! Se quiser continuar sendo mãe em tempo integral, ótimo! Isso que você está passando eu passei ainda durante a licença maternidade. Era um misto de vontade de voltar a ter minha vida, minha rotina, enquanto morria de vontade de largar tudo e ficar só com a Amanda! Super normal, viu? Ser mãe é complicado mesmo! rsrs
Mas, ó, concordo com os comentários acima: faça cursos, pratique hobbies, algo que te dê prazer, que goste de fazer. E se mesmo assim você se sentir "inútil", então arranje um trabalho "home office" ou meio período. Tenha em mente que seu filho será extremamente feliz se você também estiver feliz! Grande beijo e um cheiro!

Mih Fernandes disse...

Olá!
Tô conhecendo o seu blog agora e achei oi Gui muito lindo. Parabéns!!!
Espero que encontre uma alternativa para se sentir melhor, talvez um curso sobre uma area que possa te possibilitar trabalhar em ksa. Boa sorte na escolha!!!
Depois faz uma visitinha no meu blog, logo, logo, terei a emoção de ter o meu pequeno Pedro nos braços.
Abração!!!

Sarah disse...

Olá! Passei aqui para ver como está o Gui, que fofa essa foto na piscina!
Sobre trabalho, concordo com as meninas, que tal algo artesanal? Desde trabalhos manuais até algo como papelaria, ou mesmo relacionado à culinária... Não sei o que vc gosta de fazer, mas se conseguir aliar algo que goste ao tempo que tem disponível em casa será perfeito!
Ah, deixei selinho pra vc lá no blog tá?
beijo

RENATA disse...

Oi querida, voltei, estava sumidinha!!!
Imagino mesmo como deve estar se sentindo, pq eu tb me sentiria exatamente assim...
Eu em compensação só tenho mais uma semana em casa e já estou sofrendo horrores por antecipação....rs!
Tenta achar alguma coisa bacana, que goste de fazer e dê um dim dim, e aproveite para curtir muito o Gui, encher de beijinhos e cheirinhos....

beijinhos para vcs!!!

Thaís Rosa disse...

Oi Mãe do Gui,
obrigada pela visita e pelo comentário lá no blog!
lindo o Gui!!
mas, infelizmente, não sei como te ajudar... talvez você devesse começar pensando o que você gosta de fazer, quais suas habilidades... Tem um site bacana sobre "mães empreendedoras", não sei se vc conhece, o http://www.ciadasmaes.com.br/site_/index.php/component/content/frontpage.
E tem também um blog sobre o assunto: http://maesempreendedoras.blogspot.com/, pode ser que ajude.
beijo!

Ivana (Coisa de mãe) disse...

Olá! obrigada por passar lá no blog, viu? Adorei a sua visita e vou acompanhar vocês tb por aqui!

Olha, eu acho até natural tudo o que vc está passando, ainda mais pra uma mãe que sempre trabalhou e de repente se vê em casa com um fofo pra cuidar. Não tinha como ser diferente. Mas você não deve se sentir inútil por conta disso, de forma alguma. Pense no bem que vc está fazendo a seu filho, na oportunidade que você está tendo de acompanhá-lo de perto, vê-lo dar cada passinho, sem perder um momento sequer. Isso não tem preço. Tudo lem seu lado bom! Acho também que dá pra você tentar algum trabalho em casa (artesanato, computação) ou procurar alguam coisa de meio turno, não?

O importante é você e seu filho ficarem bem. E pense que você está vivenciando ao lado de seu filho um momento crucial. Muitas mães dariam tudo pra estar ao lado do filho em tempo integral. Veja o lado bom querida, e você vai ver que isso é só uma fase, que deve ser curtida, aproveitada.

Se decidir pelo trabalho, veja algo que você possa conciliar com os cuidados do Gui, porque quando você fica o dia todo fora também é horrível, dá um saudade danada!!!

Um beijo e tudo de especial pra sua linda família!

Ivana

Juliana disse...

Olá!!!Amei seu blog, o Gui é lindão e vc foi uma grávida muita linda...ja firei fã e seguidora, como acabei que entrar pro time das mamys, tenho muito a aprender...
Como muita gente falou atividades artesnais é uma boa, eu amo demais artesanato, esqueço o mundo quando estou fazendo algo...mas como nem todo mundo gosta, já pensou em trabalhar com organização de eventos? (aniversários, casamentos) algo muito legal e que não precisa de muito tempo e dá uma boa grana, eu amo tb, rsrs espero ter ajudado.
Um abraço
Juliana
www.vidaartevida.blogspot.com